You are currently browsing the tag archive for the ‘The silver sunbeam’ tag.

O grande desafio dos processos de impressão fotográfica históricos é obter as informações corretas. Na medida que nos distanciamos do  tempo em que esse ou aquele processo era praticado, mais difícil é de se obter as confiáveis. Cada praticante faz o possível para ser o mais fiel ao método original, mas isso nem sempre é possível fazendo que no final da linha alguma coisa se perca e tenha que ser redescoberta ao custo de muito papel jogado fora.

Agora, quebrando a cabeça para acertar a mão com o papel salgado simples, acabei chegando o mais próximo daquele tempo… 1864. Data da publicação do livro The Silver Sunbeam,  de J. Towler

Captura de tela inteira 28112014 143731

No capítulo XXXI, página 192, é descrito e comentado em detalhes o processo de salga do papel e indicadas 3 fórmulas para tal. Não preciso dizer que o estilo é do século XIX e que talvez alguns trechos sejam um pouco obscuros para quem não domina bem o inglês, mas nada tão difícil que não possa ser compreendido integralmente.

Captura de tela inteira 28112014 144320

 

Outro detalhe. O sistema de pesos e medidas é o avoirdupois, utilizado, na época, por todos os países anglo-saxões. Assim para facilitar seguem abaixo as três fórmulas já convertidas para o nosso sistema.

Fórmula 1

Cloreto de amônia     6,5 g

Água                             285 ml

Fórmula 2

Cloreto de amônia     6,5 g

Água                             285 ml

Gelatina                        0,65 g

Fórmula 3

Cloreto de sódio          2,6 g

Cloreto de amônia       4 g

Citrato de sódio           6,5 g

Gelatina                         0,65 g

Água                               285 ml

Preparei 3 folhas de acordo com a fórmula 3, menos o citrato que, além de não ter, segundo o texto somente tem a função de tornar os meios tons mais rosados. Agora é esperar secar bem para continuar.

IMGP9572

 

Pra quem quiser consultar o livro ou baixa-lo gratuitamente é só clicar aqui.

 

Anúncios

Para quem estuda e pratica os processos fotográficos históricos ou alternativos é, na maioria da vezes, frustrante perceber que as informações que existem nos sites e blogs, que se dedicam ao assunto, não é completa. Não que isso seja culpa exclusiva dos autores, mas sim por causa da falta de  informações mais precisas que foram se perdendo  ao longo do tempo por conta do abandono desses conhecimentos, trocados por técnicas mais modernas.

(Cabe aqui reforçar o que já foi dito várias vezes neste blog: Não sou contra os avanços técnicos, nem saudosista. Só acredito que todas as técnicas e processos, sejam do séculos XIX, XX e XXI, podem e devem conviver para ajudar a entender cada vez mais o que é fotografia.) 

Voltando ao tema

Existem livros digitalizados, que foram publicados na mesma época na qual esses processos do início da fotografia eram o que se tinha de mais moderno. Vale a pena consultá-los e o único alerta que tem que ser feito é por conta da atenção que se deve ter para adequar a linguagem, sistemas de pesos e medidas e nomenclatura química aos dias de hoje.

De resto, é só pesquisar, muito.

Boa sorte!

The Silver Sunbeam - Publicação de 1864. 38 anos após a primeira imagem permanente feita por Niepce, e 24 anos antes da primeira câmera Kodak.

Arquivos

Anúncios