You are currently browsing the tag archive for the ‘agfa’ tag.

A vencedor, as batatas!
Essa é a regra geral ao final de qualquer guerra e em 1945 não foi diferente. Os ativos econômicos não destruídos, patentes industriais e processos tecnológicos do extinto III Reich, foram divididos ( e também, mais simplesmente, pilhados ) entre os paises aliados vencedores.
A AGFA, fabricante de produtos fotográficos, não escapou a esse processo. Uma de suas fábricas, localizada em Wolfen ficou, na partilha da Alemanha, dentro da zona soviética e serviu de base para que a União Soviética desenvolvesse sua própria indústria de filmes fotográficos coloridos. Porém a AGFA possuía fábricas tanto do lado oriental quanto do ocidental e, em 1953, um acordo comercial entre as duas Alemanhas regularizou o uso dos produtos e da marca AGFA. A Alemanha Oriental usaria a marca para todos os países do bloco soviético enquanto o resto do mundo seria exclusivo da Alemanha Ocidental. obviamente isso não funcionava bem para o lado oriental que sem poder alcançar as maiores economias do mundo, ficava atado aos planejamentos estatais fora de qualquer realidade.
Em 1964 é criada a empresa ORWO (ORiginal WOlfen) para não haver qualquer problema quanto a exportação para o Ocidente dos produtos com tecnologia AGFA fabricados na Alemanha Oriental.

Em 1998, após a reunificação alemã e duas quebras, por não estar mais protegida pelo Estado,  a ORWO é comprada pela FilmoTec GmBH que ainda mantém a marca e continua a fabricar filmes fotográficos e cinematográficos especiais.

dscf8738
Ao longo dos anos 1970 e 80 os filmes fotográficos ORWO podiam ser encontrados em algumas lojas de material fotográfico aqui no Brasil, mas como hoje lojas desse tipo fazem parte de um outro universo a muitos anos luz daqui, filmes fotográficos já podem ser considerados material histórico e alternativo.
Na foto acima, um filme 120 NP 22, ASA 125, exposto. Encontrado em Juiz de Fora, na Livraria Antiquária Quarup, que cedido pelo Cláudio. É lógico que com o prazo para revelação vencido há décadas, mas ainda assim valendo a pena processá-lo para ver o que pode ser revelado.

Anúncios

Aos poucos todo o conhecimento acumulado vai sendo perdido.  Mas, não custa  tentar manter essas informações disponíveis por mais algum tempo.

Abaixo, mais uma fórmula para quem quiser se aventurar. Mais fórmulas aqui.

Agfa Ansco 22 

Revelador de alto contraste para filmes PB.

Água a 52 ºC 750 ml
Metol 0.8 g
Sulfito  de sódio (anidro) 40 g
Hidroquinona 8 g
Carbonato de sódio (anidro) 43 g
Brometo de potássio 5 g
Água até completar o volume de um litro ( temperatura ambiente)

Sempre misturar os componentes na ordem  dada e somente quando o anterior estiver completamente diluído.

Usar sem diluição. Tempo de revelação: de 5 a 8 minutos (18ºC)

 

 

 

Abaixo, mais algumas fórmulas AGFA.

Por conta da evolução dos filmes e papeis fotográficos, os tempos de revelação indicados devem ser considerados somente como referência.

NUNCA É DEMAIS LEMBRAR: 

TODO O PROCEDIMENTO QUE ENVOLVA A MANIPULAÇÃO DE PRODUTOS QUÍMICOS DEVE SER REALIZADO COM AS PRECAUÇÕES CABÍVEIS. CASO VOCÊ NÃO SAIBA COMO, OU NÃO SE SINTA SEGURO PARA FAZER, NÃO ARRISQUE.

SEMPRE ADICIONE OS COMPOSTOS NA ORDEM DADA E QUANDO O ANTERIOR ESTIVER TOTALMENTE DISSOLVIDO.

 

AGFA 20

Revelador metol-hidroquinona. Especifico para filmes diapositivos preto e branco.

Água (52ºC)                                                                         750ml

Metol                                                                                       2g

Sulfito de sódio (anidro)                                                 25g

Hidroquinona                                                                      4g

Carbonato de sódio (monohidratado)                      18,5g

Brometo de potássio                                                        2g

Água até completar o volume de um litro

Usar sem diluir. Tempo de revelação: 3 a 4 minutos (18ºC).

 

AGFA 22

Revelador metol-hidroquinona para filmes diapositivos preto e branco de alto contraste.

Água (52ºC)                                                                         750ml

Metol                                                                                     0,8g

Sulfito de sódio (anidro)                                                 60g

Hidroquinona                                                                      8g

Carbonato de sódio (monohidratado)                      50g

Brometo de potássio                                                        5g

Água até completar o volume de um litro

Usar sem diluir. Tempo de revelação: 5 a 8 minutos (18ºC).

AGFA 30

Revelador para filmes de raio-x

(Qualquer filme ou chapa para raio-x pode ser utilizado para fotografia comum, feitos, naturalmente, os ajustes necessários para a correta exposição à luz normal.)

Água (52ºC)                                                                         750ml

Metol                                                                                       3,5g

Sulfito de sódio (anidro)                                                 60g

Hidroquinona                                                                      9g

Carbonato de sódio (monohidratado)                      40g

Brometo de potássio                                                        2g

Água até completar o volume de um litro

Usar sem diluir. Tempo de revelação: 6 a 8 minutos (18ºC).

 

AGFA 40

Revelador metol-hidroquinona para filmes em geral.

 

Água (52ºC)                                                                         900ml

Metol                                                                                     4,5g

Sulfito de sódio (anidro)                                                54g

Hidroquinona                                                                     7,5g

Carbonato de sódio (monohidratado)                      54g

Brometo de potássio                                                        3g

Água até completar o volume de um litro

Pode ser diluido na proporção de 1:2 ( uma parte de revelador para duas de água). Tempo de revelação: 4 a 5 minutos (18ºC).

Um dia qualquer desses vai aparecer uma notícia pequena, informando o encerramento das atividades do último fornecedor de produtos químicos para fotografia tradicional. Então, na esteira do post anterior, seguem algumas fórmulas de reveladores Agfa que constam no “Agfa Formulas for Photographic Use”, publicado, em 1938, pela Agfa Ansco Corporation. Quem sabe, um dia podem ser úteis.

Por conta da evolução dos filmes e papeis fotográficos, os tempos de revelação indicados devem ser considerados somente como referência.

NUNCA É DEMAIS LEMBRAR: 

TODO O PROCEDIMENTO QUE ENVOLVA A MANIPULAÇÃO DE PRODUTOS QUÍMICOS DEVE SER REALIZADO COM AS PRECAUÇÕES CABÍVEIS. CASO VOCÊ NÃO SAIBA COMO, OU NÃO SE SINTA SEGURO PARA FAZER, NÃO ARRISQUE.

SEMPRE ADICIONE OS COMPOSTOS NA ORDEM DADA E QUANDO O ANTERIOR ESTIVER TOTALMENTE DISSOLVIDO.

AGFA 12

Revelador de grão fino para uso em tanques de revelação

Água (52ºC)                                                                         750ml

Metol                                                                                       8g

Sulfito de sódio (anidro)                                                 125g

Carbonato de sódio (monohidratado)                      5,75g

Brometo de potássio                                                        2,5g

Água até completar o volume de um litro

Usar sem diluir. Tempo de revelação: 8 a 12 minutos (18ºC).

AGFA 15

Revelador de grão fino para uso em bandejas

Água (52ºC)                                                                         750ml

Metol                                                                                       8g

Sulfito de sódio (anidro)                                                 125g

Carbonato de sódio (monohidratado)                      14g

Brometo de potássio                                                        1,5g

Água até completar o volume de um litro

Usar sem diluir. Tempo de revelação para contraste normal: 3 a 5 minutos (18ºC). Para maior contraste: 6 a 10 minutos.

AGFA 17

Revelador de grão fino com bórax para uso em tanques de revelação

Água (52ºC)                                                                         750ml

Metol                                                                                       1,5g

Sulfito de sódio (anidro)                                                 80g

Hidroquinona                                                                      3g

Bórax                                                                                       3g

Brometo de potássio                                                       0,5g

Água até completar o volume de um litro

Usar sem diluir. Tempo de revelação: 10 a 15 minutos (18ºC).

As fórmulas ora postadas também se encontram na página Fórmulas.

Rodinal é o nome comercial de um dos mais antigos reveladores. Patenteado em 1891, era produzido pela alemã AGFA. É um revelador universal que pode ser usado em qualquer material com prata fotossensível.

Com o fechamento da AGFA e o término do direito a patente, o revelador Rodinal passou a ser fabricado, sob outros nomes, por várias empresas

Uma das principais características desse revelador é sua acutância, (o limite entre áreas de alta e de baixa densidades). Em sua formulação não há qualquer “solvente ” de prata.  A prata metálica, uma vez revelada, fica nesse estado  o que contribui para que os limites dos objetos fotografados sejam bem definidos e aumentando o contraste geral das fotografias.

Por ser um revelador de alta energia, não se recomenda o uso do Rodinal para a revelação de filmes de ISO alto. Caso seja usado, é bom se preparar para uma cópia bastante granulada.

Infelizmente é impossível se conseguir esse revelador no Brasil, porém, e mais uma vez, existe a química, a pesquisa e uma pequena dose de  paciência para se fazer um revelador com características bem semelhantes.

O composto diretamente responsável pela revelação no Rodinal é o 4-aminofenol que é muito caro para ser comprado para uso eventual, no entanto, com uma visita à farmácia e outra à loja de ferragens podemos fazer, em casa, um revelador com características muito semelhantes ao Rodinal original. Na literatura existente, esse revelador é chamado de Parodinal.

Para 250ml de Parodinal concentrado, você vai precisar de 30 comprimidos de paracetamol (isso mesmo, o analgésico), que deverão ser completamente reduzidos a pó e depois dissolvidos em 150ml de água. Algum resíduo pode se depositar no fundo do frasco, mas isso não afeta a eficiência do revelador.

Em seguida, adicione 50 gramas de sulfito de sódio e agite até a completa diluição.

O último composto a ser usado é o hidróxido de sódio anidro (soda cáustica). 20 gramas devem ser adicionados à solução misturando tudo com uma vareta de vidro.

Complete com mais 50ml de água fria e deixe descansar por 48 horas. Guarde em frasco ambar ao abrigo da luz.

Essa solução é o revelador concentrado que poderá ser usado em diluições de até 1:100 ( uma parte revelador e 99 partes de água).

OBSERVAÇÕES:

1)  O paracetamol é o nome comercial do composto acetominofeno que, quando posto em contato com um hidróxido forte, no caso a soda cáustica, se transforma em para-aminofenol que vem a ser exatamente o 4-aminofenol utilizado na formulação original.

2) A reação com o hidróxido de sódio é exotérmica, ou seja, gera calor. As precauções necessárias devem ser adotadas.

3) A solução concentrada, depois de pronta, apresenta uma coloração rosa/lilás claro.

4) A solução de trabalho (diluída) se esgota rapidamente. Usar em, no máximo, 30 minutos após sua preparação.

5) Esse revelador é universal para materiais fotográficos em preto e branco.

6) Existem variações da fórmula acima, com a substituição do sulfito de sódio por metabissulfito de sódio ou a adição de brometo de potássio como agente anti véu.