You are currently browsing the monthly archive for fevereiro 2018.

Acabou de chegarmnl

Nicolass Henneman, fotógrafo holandês e assistente de William Henry Fox -Talbot, com uma cópia do The Pencil of Nature, 1844.

Nicolass Henneman holding a copy of The Pencil of Nature, 1844, William Henry Fox Talbot © National Media Museum, Bradford / SSPL. Creative Commons BY-NC-SA

Cianotipia.
Fácil de aprender. Fácil de fazer. Fácil de virar. Fácil de alterar.

Tão fácil que é, quase sempre, o primeiro processo de impressão fotográfica alternativo que se aprende para, depois, partir para os outros.

Porém, mesmo sendo tão fácil, quando estudado ainda revela pequenos detalhes de execução que, combinados com cada tipo de suporte disponível, pode ser a diferença entre mais uma impressão fácil e descartável e um trabalho que mereça uma parede.
O artigo de Christina Z. Anderson, publicado no site alternativephotography.com, mostra até onde o que é “fácil” pode ser refinado.

Cyanotype papers tested

(Fotografia Christina Z. Anderson)

-É complicado?

-Quase sempre. Inglês vitoriano, expressões fora de uso e referências de época que precisam ser pesquisadas para não ser vítima da maldição do “traduttore, traditore”.

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

É suficiente dizer que as pranchas deste trabalho foram obtidas pela mera ação da Luz sobre papel sensível. Foram formadas ou esboçadas somente por meio ótico e químico, e sem qualquer ajuda de alguém treinado na arte do desenho. Assim, desnecessário dizer que elas diferem em todos os aspectos, e tão amplamente possível em sua origem, das pranchas de tipo comum que devem sua existência às habilidades combinadas do Artista e do Gravador.

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

 

Arquivos