Fotografia é técnica aplicada. Uma boa imagem é o resultado do conhecimento técnico do fotógrafo associado à sua sensibilidade, ou criatividade, ou qualquer outro nome que se queira dar a essa parte intangível que usa a técnica para se expressar. Além de ser uma técnica, a fotografia depende de equipamentos para sua execução. Quanto maior for o domínio de fotógrafo sobre os vários equipamentos utilizados, maiores serão as chances de sua “arte” produzir um bom trabalho.
Quando falamos em fotografia alternativa o que foi dito acima também vale, ainda que sejam equipamentos básicos, improvisados ou mesmo criados para atender a uma determinada situação que surgiu, mesmo assim ainda são ferramentas externas que possibilitam a execução de um trabalho.

O maior problema de quem pratica algum dos processos alternativos de impressão fotográfica, usando o sol como fonte de UV, é saber qual o tempo correto para uma exposição.

Qual a intensidade do UV no lugar e na hora que se está fazendo a exposição? Os índices indicados nos sites meteorológicos podem até ajudar para que se tenha uma noção da média de uma determinada região, porém se existir a possibilidade de se obter o índice no ponto exato onde será feita a exposição, maior será o controle sobre o tempo necessário.

A contrário do que pode sugerir o senso comum, altos índices de radiação UV não são garantia de bons resultados para qualquer processo alternativo de impressão fotográfica. A velocidade com que se alcança a densidade máxima nas áreas de sombra gera uma perda quase total dos detalhes da imagem, além de tornar indefinidos os limites entre as áreas de sombra e de altas luzes resultando em uma imagem “nublada”. O tempo de exposição deve sempre que possível ser adequado às condições existentes no momento que é feita. Isso evita o desperdício de papel, química e tempo para acertar ponto. ( Mais ainda para quem está iniciando.)

Por sorte tenho um amigo que, além de engenheiro, é fotógrafo e, principalmente, curioso. Então, conversa vai, conversa vem… surge uma idéia e aparece uma caixinha.

Medidor de UV

Medidor de UV

As primeiras medidas já estão sendo feitas. Depois, começar a relacionar as voltagens obtidas com os graus de intensidade… Ainda algumas contas pela frente.