Negativos fotográficos feitos de papel encerado não são novidade na fotografia e tão pouco são difíceis de serem feitos. O processo para fazer um já foi descrito aqui, porém, é sempre bom compartilhar algumas observações feitas desde aquela postagem.

Em princípio qualquer substância gordurosa ou oleosa serve para encerar um negativo de papel, só que umas são melhores que outras.

Não use manteiga ou margarina. O ponto inicial de contato fica muito ressaltado. Depois de algum tempo, além do cheiro rançoso, alguns resíduos sólidos começam a formar aquele “macarrãozinho” sobre o papel. O risco de não secar completamente é grande, o que significa que a impressão pode ficar com uma bela mancha de gordura.

Óleos de cozinha também devem ser evitados pois são muito densos o que torna a secagem completa demorada. (Azeite de oliva extravirgem, prensado a frio, é para ser saboreado. Não desperdice, por favor!)

O ideal é usar óleo mineral. Aqueles usados para lubrificar pequenas engrenagens ou os vendidos em farmácias para ajudar entranhas preguiçosas. Sempre com o cuidado de remover qualquer excesso com papel toalha e deixar secar pelo menos 48 horas antes de usar o negativo.

DSCF6613