Ao contrário dos demais processos fotográficos a cianotipia não é afetada por meios ácidos, pelo contrário, em contato com qualquer substância alcalina, a imagem é rebaixada perdendo seu brilho e tom original. Essa característica é mais um dos aspectos da versatilidade desse processo no que se refere a liberdade de criação que o fotógrafo pode exercer sobre seu resultado final.

A cianotipia abaixo foi executada da forma normal e, depois de três dias ( para a total oxidação dos sais de ferro utilizados), foi levada a um novo banho com uma solução aquosa  de carbonato de sódio a 1% por um minuto, lavada por dois minutos em água corrente, e depois mergulhada, por cinco minutos, em outra solução aquosa de ácido tânico a 5%. Após  os banhos o papel foi, outra vez lavado em água corrente por vinte minutos.

Cianotipia rebaixada com carbonato de sódio e virada com ácido tânico

Cianotipia rebaixada com carbonato de sódio e virada com ácido tânico

Atenção: Quando mergulhada na solução de carbonato de sódio pode ser notada uma intensificação da imagem, mas esse efeito é temporário e rápido.  O controle da imagem final é totalmente visual, dependendo exclusivamente do fotógrafo.